Arquivo para abril \29\UTC 2008

29
abr
08

VOCÊ CONHECE O TEATRO BRINCANTE?

Após escrever post “tristes”, hoje escreverei um post de esperança, luta, vitórias, enfim de vida!!!!!!!!

Todas as quartas das 18 as 22, tenho aulas, encontros neste espaço mágico, onde o aprender é lúdico, prazeiroso e EFICAZZZZZZZZ! Além de aprender o conteúdo proposto, aprendo a ser uma brasileira melhor, mais cidadã, mais consciente, pois qdo sabemos ,conhecemos nossas origens, fica mais fácil entender as diferenças e as semelhanças desse Brasil e assim ser mais tolerante.Lá tenho encontro semanais com minha alma e as vezes não é fácil , porém tem sempre alguém disposto dar a mão nesta empreitada e isso facilita as coisas.

Aprendi sobre coco, cavalo marinho, a festa do divino, brincadeiras comuns as crianças do Brasil, confecção de máscaras, brinquedos, adereços. Tudo q pode ser usado como recurso pedagógico nas escolas, comunidades E PODE AUXILIAR NO DESENVOLVIMENTO DO SER HUMANO COMO UM TODO!

Meu desejo foi compartilhar com vcs essa alegria, essa felicidade.Logo abaixo tem um resumo que foi retirado do p.p site do Brincante, por isso tá entre aspas, cortei algumas coisas, mas o texto é do Marcelino Freire. Para saber mais é só entra no http://www.teatrobrincante.com.br

Esta sou eu sou.Bem feliz após ter pintando meu primeiro lenço.É bem assim que me sinto no Brincante.

Bom feriado.bjs. Simone

“A HISTÓRIA DO BRINCANTE
[Ou a história de uma fábrica de lustres
que virou o Espaço Brincante
que virou o Teatro Brincante
que virou o Teatro Escola Brincante
que virou o Instituto Brincante
que virou um Ponto de Cultura

Essa história começa no ano de 1992, no bairro da Vila Madalena, em São Paulo, numa rua chamada Purpurina. Local em que foi dar um dia, à porta, uma famosa dupla de artistas. Que ainda não era famosa. Era, apenas, obstinada. O nome da dupla: Antonio Nóbrega e Rosane Almeida. Um casal de brincantes. Ele, ator, músico e dançarino. Ela, dançarina, atriz e malabarista.
Um espaço para alojar a alegria brasileira, digamos. Foi assim que a fábrica de lustres virou, depois de alugada e de uma boa reforma, o Espaço Brincante.
O Brincante, esse espaço que virou teatro que virou teatro escola, passou a ser chamado de Instituto Brincante. Como Instituto, fica ainda mais fortalecida a idéia de valorizar a cultura popular brasileira, em todas as suas manifestações.
Inclusive, e principalmente, formando educadores-brincantes que façam dessas manifestações instrumentos importantes para a educação e para o entendimento mais profundo do nosso país.
O Instituto, agora através de seu estatuto, poderá ampliar suas ações. Desenvolver novos e maiores projetos.
Logo ele que também virou um centro de referência mundial da cultura brasileira.
O Ministério da Cultura também percebeu isso e apontou o Brincante como um Ponto de Cultura. Nas palavras do Ministério, “um agente cultural que articula e impulsiona um conjunto de ações em suas comunidades.Como Ponto de Cultura, o Instituto Brincante pretende atender arte educadores da rede pública de ensino, em São Paulo, durante os próximos dois anos.
Sem contar a criação de um centro de estudos e pesquisa para o ensino e a prática de uma linguagem brasileira de dança.”

Anúncios
27
abr
08

ADOÇÃO

Olá,

hoje resolvi falar de todos os assuntos que me incomodam.Primeiro o câncer ,agora adoção.

Estou desde julho do ano passado em processo de adoção e nem sequer entrei na fila, ainda estou sendo avaliada.Eu entendo que é preciso fazer uma avaliação, mas não compreendo a morosidade. As estáticas mostram q as pessoas desejam cças pqnas e esta demora só faz aumentar as chances das cças não serem adotadas, das pessoas desistirem.Ou num ato desesperado realizarem adoção a brasileira ou ir ao mercado ilegal onde pessoas fazem “negociações” entre famílias que desejam dar seus filhoe e as que querem criar, coisa complexa ao meu ver, pois começar uma família por meios ilegais mesmo que a intenção seja boa ,pra mim é inconcebível, mas sinceramente entendo quem faz.

Este post é um post desabafo, pq eu HOJE, tô entrando no time dos desistentes.Boa semana. Simone

27
abr
08

Câncer de cólon

Oi ,

 esta semana uma pct. querida recebeu o diagnóstico de ca de colon ,já foi operada e está esperando para iniciar a quimioterapia.Apesar de ser da área da saúde ela e eu tb; sempre somos tomamos pela surpresa diante de uma notícia dessa.

Então farei um blog para orientar sobre este tipo de câncer, pq a prevenção qdo possível e o diagnóstico precose são mto importantes p o sucesso do tratamento.bjs. Boa semana.SIMONE

PÓLIPOS E CÂNCER DE CÓLON
Atualmente o câncer de cólon (intestino grosso), é um sério problema de saúde pública. A estatística mostra a liderança do câncer de estômago, pulmão e mama. Em quarta posição o câncer de colon. O câncer de cólon é uma das formas mais curáveis. Quando descoberto precocemente, mais de 90% dos pacientes são curados. Esta doença começa no revestimento das células do cólon. Agora há evidências médicas comprovando genes anormais nos pólipos. O câncer do cólon é hereditário, passando dos pais para os filhos. Os genes dentro de cada célula tem estruturas hereditárias que determinam o comportamento e o crescimento da célula. Quando esses genes não tem controle, há uma tendência para o crescimento dos pólipos. As células dentro do pólipo eventualmente tornam-se descontroladas podendo levar ao câncer . O câncer de cólon também pode desenvolver-se em outras condições como na colite crônica.

O QUE É UM PÓLIPO
O pólipo é crescimento do revestimento interno no cólon e em outros órgãos. Estes crescimentos tem a forma de um cogumelo e ocorre dentro do cólon. Eles podem ser pequenos como uma ervilha ou maiores como uma ameixa. Os pólipos começam como benignos e ao longo do tempo podem tornar-se malignos. Um pólipo grande é mais provável de conter células cancerosas.

PORQUE FORMAM OS PÓLIPOS E OS CANCERES DE CÓLON
É de grande importância saber porque e como são formados os pólipos. Algumas pessoas são consideradas de maior risco pela presença de tumor nos parentes próximos. Em outros o fator hereditariedade não é relevante, mas a alimentação inadequada em fibras vegetaise e excesso na ingestão de gorduras.

HEREDITARIEDADE E GENS
Com certos antecedentes familiares, somente o médico pode aconselhá-lo adequadamente. Em algumas famílias este antecedente é tão evidente, sendo necessário seguimento médico frequente. Para uma vasta maioria de pólipos, a dieta e a influência genética podem ter de igual importância.

DIETA
Há literalmente milhares de substâncias químicas na nossa alimentação, cada pessoa come diferentes tipos e quantidades de alimento. Assim, estudos médicos para determinar quais são os mais importantes, é difícil. A recomendação é para comer 5 porções de frutas coloridas e ou vegetais por dia. Vitaminas C,E e Beta caroteno, não tem sido mostrado ser preventivo para o câncer de cólon.
Estudo de vários anos relatam a alta ingestão de fibra pelos africanos, reduzindo problemas intestinais como diverticulose e o câncer de cólon.  Em resumo, alimentação rica em frutas, vegetais, cálcio, pouca gordura e pouca carne oferecem a melhor proteção contra o câncer de cólon e muitos outros cânceres.

CATEGORIAS DE PÓLIPOS
A respeito dos pólipos, são reconhecidas 3 categorias:

1
– Pólipo comum – é o mais freqüente dos pólipos e ocorre entre os 40 e 60 anos de idade. Eles podem apresentar-se em 1 ou 2 na mesma pessoa e podem levar de 10 ou mais anos para transformarem-se no câncer. Há ligação hereditária.

2– Polipose familiar hereditária – esta é uma condição hereditária verdadeira em que todo o cólon é revestido por centenas ou milhares de pólipos. Eles começam geralmente abaixo dos 10 anos de idade. Virtualmente todos os pacientes poderão eventualmente desenvolver o câncer de cólon. A única condição preventiva conhecida é a remoção cirúrgica do intestino. Felizmente esta condição não é comum.

3– Síndrome de Lunch – Esta desordem é mais comum do que a pólipose familiar e menos do que o pólipo comum. Há uma grande tendência de pólipos ocorrerem em parentes como: irmãos, primos, tios, tias e filhos. Muitos pólipos estão presentes na pessoa jovem. Pólipos e câncer ocorrem dos 20 aos 40 anos de idade.Em algumas famílias há também um aumento da incidência de câncer de mama, ovário e outros cânceres. A história familiar neste tipo necessita de uma observação cuidadosa de todos os parentes.

DETECÇÃO
A chave para detecção precoce dos pólipos de câncer, é a preocupação e a disposição de cada pessoa de procurar orientação médica. O médico geralmente realizará:

1– História médica: se o paciente tem história médica o médico identificará a presença de fatores de risco para pólipo e o câncer de intestino.

2– Pesquisa de sangue oculto nas fezes: câncer de cólon e os pólipos grandes podem perder pequena quantidade de sangue detectável neste exame.

3– Sigmoidoscopia: é um exame visual do reto e porção inferior do cólon. Permite a detecção direta do tumor de cólon.

4– Colonoscopia: é o procedimento para examinar todo o cólon. O exame é feito sob sedação. É de fato um exame definitivo pois os pólipos podem ser descobertos e removidos ao mesmo tempo.

5– Enema opaco: este é um exame de Raios-X, é um exame antigo bastante útil. O contraste dentro do intestino mostra o perfil das sombras do pólipo e câncer. Os pólipos não podem ser removidos por esta técnica.

RESUMO
O câncer de cólon é uma doença séria, mas pode ser controlada sua evolução. A descoberta precoce possibilita altas chances de vida saudável. A maioria dos cânceres tem início como pólipo podendo usualmente ser removidos pela colonoscopia. Hoje muito pode ser feito para prevenir e curar o câncer. O passo inicial envolve a ação do paciente.


Para saber mais www.abcdasaude.com.br

www.inca.gov.br

23
abr
08

ERA UMA VEZ…E FORAM FELIZES PARA SEMPRE!!!!!!!!!

Oi, essa de rosa da esq. p/ direita sou eu,Simone,(estou de chale e anel grande!Estava no Boca do Céu, evento internacional de contadores de história, aconteceu em Sampa,no início de abril.

Esse evento tem por finalidade divulgar,difundir, o bom hábito da contação de história entre as pessoas, anteriormente ,há alguns anos atrás, as pessoas se reuniam em volta do fogo para contar “causos”, ou simplesmentes falar como foi o dia;depois foi ao redor da mesa na hora do almoço ou do jantar, ou nos famosos almoços de domingo, mas infelizmente esses momentos foram rareando,rareando, até quase sumir.

Contar histórias é um hábito saudável, o caso  mais famoso de contação de história é de Sherazade, aquela das mil e uma noites, que acabou curando o coração partido do sultão que casava com as moças e mandava matar todas elas no dia seguinte, qdo foi a vez de Sherazade ela fez seu último pedido contar uma história para sua irmã caçula dormir, e foi tão interesante que o sultão quis saber o final,mas já era de manhã e ela só contava ‘a noite e assim passaram 1001 noites.

Com as histórias conhecemos lugares, sentimentos, heróis, bruxas, aprendemos coisas,estratégias para os problemas da vida, ficamos cara a cara com o perigo e fazemos amigos.

Quem não se lembra de ouvir  “…era uma vez e foram felizes para sempre” essas frases já nos transportam prum mundo mágico onde podem acontecer coisas horríveis, mas que no fim o bem sempre vence e asim temos forças para levar a vida. O próprio Cristo nos ensinou por meu de histórias (as parabolas).

Que tal aproveitar e ler uma história pro seu filho(a), sobrinho, …ou p vc. mesmo.Junte um grupo de amigos se reuna e faça o dia da leitura, da contação de história, de tocar um instrumento, vamos reviver os saraus.

bjs.Simone

Era uma vez

(Sandy e Junior)
Era uma vez
Um lugarzinho no meio do nada
Com sabor de chocolate
E cheiro de terra molhada
Era uma vez
A riqueza contra a simplicidade
Uma mostrando pra outra
Quem dava mais felicidade
Pra gente ser feliz
Tem que cultivar as nossas amizades
Os amigos de verdade
Pra gente ser feliz
Tem que mergulhar na própria fantasia
Na nossa liberdade
Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver
Quem já foi criança um dia
Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver
Quem já foi criança um dia
Era uma vez
Um lugarzinho no meio do nada
Com sabor de chocolate
E cheiro de terra molhada
Era uma vez
A riqueza contra a simplicidade
Uma mostrando pra outra
Quem dava mais felicidade
Pra gente ser feliz
Tem que cultivar as nossas amizades
Os amigos de verdade
Pra gente ser feliz
Tem que mergulhar na própria fantasia
Na nossa liberdade
Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver
Quem já foi criança um dia
Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver
Quem já foi criança um dia
Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver
Quem já foi criança um dia
Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver
Quem já foi criança um dia
Era uma vez

18
abr
08

ANAFALBETISMO

Olá,

finalmente chegou o dia!!!!!!!!!! É um dia muito importante, pois acredito que grandes mudanças começam com pequenos passos. Estou feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz pq. sinto-me parte de um todo com vcs. que estamos agindo para combater o analfabetismo e triste pq. tem muita gente nesta condição em nosso país .

Para tentar imaginar como é a vida de um analfabeto seja ele funcional, digital ou analfabeto mesmo é só tentar ler um jornal em chinês.

Vamos as sugestões práticas eu mesma moro em um condomínio grande e a área de convivência é ampla, sempre temos crianças, adultos ;é um bom momento para introduzir o assunto, ou mesmo contar histórias p as crianças, semana passada mesmo aonteceu uma contação espontânea lá embaixo, as crianças mesmas contaram as histórias e ai nós os adultos fomos fazendo perguntas, qual livro, qual nome, sabe escrever? E elas amaram ,nós os adultos  tb.

Acredito que a primeira coisa a ser feita é despertar o interesse pela leitura, mostrar que ler ,pode levar vc a viajar, conhecer novos lugares, novas culturas, ou pode ser uma viagem p dentro da própria pessoa, ou daTerra, ou outro mundo, dá pra ir ao passado e ao futuro .Aprender coisas novas tirar dúvidas e ficar com elas…

Para os adultos percebo que a auto-estima é a primeira coisa a ser trabalhada, mostrar que eles sabem ler algo, por exemplo se é pescador sabe ler o mar, o céu.A mãe sabe ler se o filho tem fome, sede, sono e assim por diante. O ser humano é curioso por natureza dei aula durante 11anos em uma faculdade e sempre colocava sitações de grandes pensadores, sempre algúem queria saber quem era, o que fez, quando, como viveu ;uma amiga aos 9 anos o tio dela lia um livro muito ‘grosso ‘e ela achava um horror ler um livro assim, então ele disse que era mesmo um horror e ela jamais deveria ler aquele livro, pois continham coisas secretas, formulas mágicas, e toda vez que ele se aproximava dela com o livro ela esticava o pescoço pra ver se descobria algum segredo, e assim passaram semanas, na primeira chance que o tio ‘esqueceu’ o livro sobre a cadeira , ela pegou o livro e só largou no final. Esse foi o primeiro de muitos.

Idéias p ações do governo não tenho, mas para ações que eu posso tomar são essas, outra coisa é estimular as pessoas que trabalham, moram perto de nós. Conheço uma pessoa que sempre dá livros para as crianças, o filho da faxineira , do zelador, do bancário, do médico e pros adultos tb.

Bem, de minha parte a contribuição que posso dar sem me sentir frustrada com os orgãos governamentais são as idéias acima, eu já conto histórias a 5 anos de maneira profissinal, mas conto informalmente a quase 25anos, só que agora tenho um gosto diferente ,tenho uma consciência diferente do quanto isso pode contribuir para o exercício da cidadania dos patrícios.

bj. Até breve. Simone

Música de Sá e Guarabira

<p>Dizem que Roque Santeiro<br>
Um homem debaixo de um santo<br>
Ficou defendendo<br>
O seu canto e morreu<br>
Mas sei que ainda é vivente<br>
Na lama do rio corrente<br>
Na terra onde ele nasceu...(2x)<br>
<br>
E no ABC do Santeiro<br>
O que diz o A?<br>
O que diz o A?<br>
O A diz adeus a matriz<br>
O que diz o B?<br>
O que diz o B?<br>
O B é a batalha de morte<br>
O que diz o C?<br>
O que diz o C?<br>
Coitado do povo infeliz...<br>
<br>
O D diz que Roque Santeiro<br>
No pode ver seu povo em pranto<br>
Com a vida defendeu<br>
Seu canto e morreu<br>
Mas sei que ele é vivente<br>
Abençoa o povo crente<br>
Até quem não lhe socorreu...<br>
<br>
E no ABC do Santeiro<br>
O que diz o A?<br>
O que diz o A?<br>
O A diz adeus a matriz<br>
O que diz o B?<br>
O que diz o B?<br>
O B é a batalha de morte<br>
O que diz o C?<br>
O que diz o C?<br>
Coitado do povo infeliz...<br>
<br>
O D diz que Roque Santeiro<br>
No pôde ver seu povo em pranto<br>
Com a vida defendeu<br>
Seu canto e morreu<br>
Mas sei que ele é vivente<br>
Abençoa o povo crente<br>
Até quem não lhe socorreu...<br>
<br>
Oh! Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!<br>
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!<br>
Oh! Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!<br>
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá!<br>
Oh! Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!<br>
Oh! Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!<br>
</p>

Um homem debaixo de um santo
Ficou defendendo
O seu canto e morreu
Mas sei que ainda é vivente
Na lama do rio corrente


14
abr
08

TEMPO DE MUDANÇA

Oi,
este blog vai mudar !!!!!!!
Vou melhorar tudo nele, esta semana terei ajuda de uma amiga a Clara.Espero q vcs.gostem.
bjs. Simone

10
abr
08

como jogar fora o chiclete?

Oi,
após tanto tempo voltei!!!!!!!!!Já tava com saudades.
Num próximo post falo sobre o Boca do Céu.
Agora quero falr sobre chiclete, para evitar que pássaros morram, devemos embrulhar chiclete em papel, pois seu cheiro e cor atraem os pássaros e ao tentar comê-los eles ficam grudados e morrem asfixiados.Vamos ajudar a natureza!!!!!!!!!!!!!
bjs. Simone

Passaredo
Francis Hime – Chico Buarque/1975-1976
Para o filme A noiva da cidade de Alex Viany

Notas
Ei, pintassilgo
Oi, pintaroxo
Melro, uirapuru
Ai, chega-e-vira
Engole-vento
Saíra, inhambu
Foge, asa-branca
Vai, patativa
Tordo, tuju, tuim
Xô, tié-sangue
Xô, tié-fogo
Xô, rouxinol, sem-fim
Some, coleiro
Anda, trigueiro
Te esconde, colibri
Voa, macuco
Voa, viúva
Utiariti
Bico calado
Toma cuidado
Que o homem vem aí
O homem vem aí
O homem vem aí

Ei, quero-quero
Oi, tico-tico
Anum, pardal, chapim
Xô, cotovia
Xô, ave-fria
Xô pescador-martim
Some, rolinha
Anda, andorinha
Te esconde, bem-te-vi
Voa, bicudo
Voa, sanhaço
Vai, juriti
Bico calado
Muito cuidado
Que o homem vem aí
O homem vem aí
O homem vem aí